Para acessar a sua área você deve escolher:

  • Tenho uma conta Anhanguera Office 365

    Acesse a sua conta utilizando o seu login do Office 365

    ACESSAR MINHA CONTA
  • Ainda não tenho uma conta Anhanguera Office 365

Esqueci minha senha / 1° acesso

Imprensa

< Voltar

7.10.2013

Estudo conscientiza e indica cuidados preventivos com idosos para evitar fraturas

O envelhecimento crescente da população traz um alerta importante para que as pessoas na terceira idade usufruam de uma boa qualidade de vida e evitem um dos problemas mais comuns entre os idosos: a queda. Esta é uma das ocorrências mais corriqueiras nesta fase da vida e, muitas vezes, provocam fraturas com consequências graves para a saúde, como imobilidade, dependência, além do alto índice de mortalidade pós-cirúrgico. Visando demonstrar a situação clínica de fragilidade por quedas graves em idosos e a necessidade de cuidados paliativos e preventivos, um grupo de alunos do curso de Enfermagem da Faculdade Anhanguera de Taubaté (unidade 1), desenvolveu uma pesquisa intitulada ’Estudo do índice de quedas em idosos com fratura do colo do fêmur com finalidade de adotar medidas preventivas’. O estudo foi selecionado para ser apresentado no Congresso Panamericano de Anatomia, que ocorreu no México, de 29 de setembro a 4 de outubro de 2013. Segundo dados do Ministério da Saúde, a maior incidência de fraturas de colo do fêmur é a intracapsular - que ocorre dentro da cápsula da articulação do quadril. Mediante estes dados, é de grande relevância promover campanhas sobre prevenção de quedas em idosos para advertir sobre as causas mais corriqueiras e o tipo mais incidente de fratura. Conforme aponta a pesquisa dos acadêmicos, a criação de programas eficazes e enfáticos de qualidade de vida sobre o envelhecimento se torna necessária. Medidas simples adotadas no dia-a-dia podem colaborar para diminuir a probabilidade de quedas em idosos como o uso calçado apropriado, apoio de bengalas e orientação sobre a maneira de andar. Além de cuidado com pisos, tapetes, não deixar o idoso sozinho em casa, realizar consultas periódicas ao geriatra e promover informações técnicas aos cuidadores no processo de acompanhar o envelhecimento e auxiliar os familiares. "A participação em um congresso tão relevante é motivo de muita satisfação e orgulho para nós da Anhanguera, e destaca a qualidade do nosso ensino", comemora a professora Monica de Oliveira, orientadora da pesquisa. Este trabalho desenvolvido pelos estudantes da Anhanguera faz parte de aulas e atividades que trazem a prática do mercado para a sala de aula. "Essa metodologia é inovadora, já que promove a aprendizagem do aluno utilizando desafios em simulações de situações reais que contribuem com aquisição de competências importantes para a sua vida pessoal e profissional", explica a professora. Estudantes idealizadores da pesquisa: Damaris Bonfim, João de Jesus Neto, Juliana Borges, Katia Andrelia Nogueira, Luciana de castro Mota Santos, Maria Aparecida da Silva, Regiane de Oliveira Guerra, Thais Alves da Conceição - Mônica Candido de Oliveira - orientadora dos alunos e professora no curso de Enfermagem da Faculdade Anhanguera de Taubaté (unidade 1).

Filtro de Releases

Fale com a Assessoria

E-mail de contato:

Agência ideal

Alfapress Comunicação

  • Coordenação Daniela Trolesi Martins

    (19) 2136-3500

    (19) 99648-5738

  • Atendimento Institucional Atendimento

    (19) 2136-3500

    (19) 99936-3972

Atendimento Regional