Anhanguera. Aqui, o seu esforço ganha força

Para acessar a sua área você deve escolher:

  • Tenho uma conta Anhanguera Office 365

    Acesse a sua conta utilizando o seu login do Office 365

    ACESSAR MINHA CONTA
  • Ainda não tenho uma conta Anhanguera Office 365

Esqueci minha senha / 1° acesso
Notícias
Voltar

27.10.2014

Reciclar é preciso

Cada elemento que compõe o ecossistema apresenta sua responsabilidade social, de um elemento mineral, ao homem. A integração sincronizada desses elementos preconiza a qualidade de vida humana e a educação de um povo. Diante desse cenário será verdade o verbete "O homem é o centro do Universo"? Como seria bom acreditar nessa egocentricidade, pois a partir de então seria possível estabelecer total controle sobre nossas ações e definir estratégias de controle, levando o meio ambiente à exploração máxima, sem estabelecer a lei da ação e reação e, com passe de mágica restabelecê-lo. Vale lembrar que: se para a sobrevivência humana é altamente importante um ambiente arejado, limpo, confortável e equilibrado, para os demais elementos que compõem o ecossistema também.

Conforme o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2011 o consumo de refrigerante pelas famílias brasileiras foi de 15 milhões de litros/dia, totalizando 450 milhões de litros mensais. Considerando que esse volume fosse armazenado e comercializado em garrafas de dois litros, teríamos 225 milhões de garrafas pets circulando na natureza, somente em nosso País. Se 59% desse material é reciclado no Brasil (IBGE 2013), isso significa que 92.250 garrafas ficarão dispersas na natureza a cada mês, tendo como destinos terrenos vazios, rios, mares, entre outros locais.

Se a perspectiva do consumo é de aumento e que esse material leva em torno de 100 anos para que ocorra a decomposição no meio ambiente, como imaginar o nosso planeta daqui a 50 anos? Uma das possíveis soluções para evitar tal problema é aumentar o índice de reaproveitamento desse material, a partir de uma sólida conscientização social de que o descarte do lixo é responsabilidade compartilhada a todos e que requer políticas públicas sólidas.

Partindo de um cenário que, com pequenas ações disseminadas na sociedade envolvendo grupos sociais distintos contribuem para o processo de educação ambiental, é possível transformar a relação do homem com o seu meio. Como por exemplo, a 1ª Campanha de Coleta e Destino de Garrafas pets idealizada pelo Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande, com apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Solurb, San Marino Autoescola e com o envolvimento de quatro escolas públicas.

Esse compartilhamento de responsabilidade está baseado em particularidade e complexidade de todas as formas de vida, em busca de um grande desafio: a sustentabilidade social e ambiental. E a educação é a melhor e mais eficaz vacina para solidificar regras de convivência entre pessoas e meio ambiente. É preciso reciclar constantemente. Faça sua parte!

Teresinha Planez Diniz da Silva
coordenadora dos cursos de Ciência
da Computação e Redes de Computadores
da Anhanguera de Campo Grande