Para acessar a sua área você deve escolher:

  • Tenho uma conta Anhanguera Office 365

    Acesse a sua conta utilizando o seu login do Office 365

    ACESSAR MINHA CONTA
  • Ainda não tenho uma conta Anhanguera Office 365

Esqueci minha senha / 1° acesso
FIES e Bolsas

Com o FIES,
você faz o curso
que sempre sonhou

Inscreva-se já no Vestibular
  • Financie até 100% das mensalidades;
  • Durante o curso, pague até R$ 250 a cada 3 meses;
  • Pague até R$ 250 trimestrais no período de carência;
  • Após esse período, pague pequenas parcelas nas mensalidades;
  • Ótima taxa de financiamento, que cabe no seu bolso;
  • Até 17 anos para pagar.
O que é FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil é um programa criado pelo Ministério da Educação (MEC). Solicitando o FIES, estudantes de cursos presenciais de todo o País podem ingressar em instituições de ensino superior pagas com até 100% das mensalidades financiadas pelo Governo.

Para solicitá-lo, você já deve estar matriculado(a) na faculdade. No decorrer do ano, o MEC disponibiliza duas datas para cadastramento no FIES: no primeiro e no segundo semestre. A inscrição é gratuita, realizada no portal oficial do programa.

Durante os estudos, o pagamento do seu curso é feito a cada 3 meses, de acordo com a taxa de juros do financiamento e o valor da sua mensalidade. Após formado, você tem um período de carência, e continua pagando nas mesmas condições anteriores, durante 18 meses. Depois disso, o saldo devedor pode ser dividido em até 12 anos.

  • FIES

    0,54%
  • Financiamento
    de casas

    0,78%
  • Financiamento
    de carros

    2,3%
  • Cartão de
    crédito

    25%
Quem pode participar?

Qualquer estudante matriculado em um curso presencial de instituição de ensino superior do Brasil pode se candidatar. Vale lembrar que a faculdade precisa ser reconhecida pelo MEC, com prioridade para aquelas que ofertam cursos com notas 5 e 4 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).

Formados no ensino médio de 2010 em diante precisam, necessariamente, ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e acumular 450 pontos na média das provas do exame, além de obter nota maior do que zero na redação. Estudantes formados em 2009 ou em anos anteriores não precisam ter realizado o Enem.

A seleção de candidatos leva em consideração a localidade e o perfil socioeconômico. A família deve ter, no máximo, renda per capita de 2,5 salários mínimos.



Se você se encaixa no perfil e quer mais informações sobre o programa, procure o espaço FIES da unidade Anhanguera da sua preferência.

Como Solicitar

Em apenas 7 passos, você consegue o auxílio do FIES e já pode se imaginar dentro da sala de aula:

  • 1

    Antes de qualquer ação, é muito importante verificar se a instituição de ensino do seu interesse participa do programa. Você pode ver a lista completa aqui.

  • 2

    Após essa confirmação, é necessário que você se matricule no curso. O FIES só aceita solicitações de estudantes já matriculados.

  • 3

    A inscrição no FIES é feita on-line, no site oficial do programa.

  • 4

    No ato da inscrição, será solicitado o número de inscrição e ano do último Enem realizado. Formados no ensino médio de 2010 em diante precisam, necessariamente, ter realizado o Enem e ter 450 pontos na média das provas do exame, além de nota maior do que zero na redação.

  • 5

    Depois de inscrito(a), você tem até 10 dias corridos para validar as suas informações de cadastro na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição em que vai estudar.

  • 6

    Com toda a documentação reunida, vá até uma agência da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil sediada no mesmo endereço da sua residência ou faculdade, em até 15 dias a partir da data de inscrição on-line, no início do processo. Veja quais são os documentos necessários.

  • 7

    Pronto. Um agente do FIES apresentará o seu contrato de financiamento na própria agência bancária. Basta assiná-lo e dar início aos estudos!

Como pagar?

Entenda quais são as etapas de
pagamento do seu curso:

  • Durante os estudos

    Financiando 100% do seu curso,
    você paga, no máximo, R$ 250 a
    cada três meses.

  • Após a formatura

    Depois de concluir o curso, durante
    18 meses, você continua pagando
    até R$ 250 a cada três meses.

  • Longo prazo para pagar

    Após os 18 meses de carência,
    você tem um prazo de 3 vezes o
    período do seu curso para pagar.
    Ou seja, em um curso com duração
    de 4 anos, você terá mais 12 anos
    de financiamento.

Veja o caso do Eduardo e
entenda melhor como funciona:

Esta simulação é para um curso de Administração, com duração de 4 anos, período noturno,
cuja mensalidade é de R$ 596,60

  • 2015  2019

    (período de utilização)

    Durante os 4 anos do curso de Administração 100% financiado, o Eduardo pagou, no máximo, R$ 250 a cada três meses.

  • 2020  2021

    (período de carência)

    Enquanto procura um emprego na área de formação, durante 18 meses o Eduardo continuará pagando até R$ 250 a cada três meses.

  • 2021  2032

    (período de amortização)

    Empregado e com um bom salário, o Eduardo terá até 12 anos para concluir o pagamento do seu curso, com parcelas de R$ 173,59 ao mês.

Dúvidas frequentes
  • Até quando posso solicitar o financiamento?
    Você pode se inscrever no FIES em qualquer período do ano.
  • Há um percentual mínimo a ser financiado?
    O percentual mínimo de financiamento na inscrição é de 50% do valor dos encargos educacionais cobrados do estudante pela instituição de ensino superior. Além disso, você poderá escolher o percentual de financiamento com variações de cinco em cinco pontos percentuais.
  • É preciso ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para solicitaro financiamento?
    Será exigida a participação no exame apenas aos estudantes ingressantes a partir do primeiro semestre do ano letivo de 2011.
  • Como faço para comprovar que não posso pagar a mensalidade?
    A Comissão Permanente de Seleção e Acompanhamento do Ministério da Educação (MEC) definirá os critérios.
  • Faço graduação na modalidade de ensino a distância (EAD). Poderei ser beneficiado pelo FIES?
    Este benefício só está disponível aos cursos de graduação presencial, mas a Anhanguera tem parceria com diversos agentes financeiros. Clique aqui e saiba mais. (http://www.creditoparaestudar.com.br/)

    Você pode se inscrever no FIES em qualquer período do ano.
  • Já utilizei o FIES uma vez. Posso solicitá-lo novamente?
    Não, se você estiver inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC) ou se já tiver sido beneficiado pelo FIES não poderá solicitá-lo novamente. Você pode se inscrever no FIES em qualquer período do ano.
  • Já sou formado em um curso superior. Posso conseguir o FIES para meu curso atual?
    Sim, desde que você não esteja inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/ CREDUC) ou já tenha sido beneficiado pelo FIES. O programa também prioriza as pessoas que ainda não têm um curso de graduação completo.
  • Posso requerer o financiamento para mais de um curso de graduação?
    Não, você só poderá pleitear um financiamento para um único curso de graduação.
  • Tenho o FIES e gostaria de mudar da minha instituição de ensino atual para a Anhanguera. É possível?
    Sim, a mudança de instituição de ensino pode ser feita e deve ser solicitada na instituição de origem. Para que a transferência aconteça, a instituição de destino deve estar credenciada ao FIES e concordar com a continuidade do financiamento. O curso escolhido também precisa estar credenciado ao financiamento e ter avaliação positiva no MEC. Na Anhanguera este processo é simples e rápido, basta procurar uma a faculdade ou centro universitário de interesse e solicitar diretamente a mudança, apresentando a grade curricular da outra instituição de ensino.
  • O financiamento poderá ser encerrado?
    Sim, caso haja constatação, a qualquer tempo, de inidoneidade de documento apresentado ou de falsidade de informação prestada pelo estudante ou pelo fiador à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), instituição de ensino superior, ao Ministério da Educação (MEC), agente operador e financeiro.
  • O fiador pode ser beneficiário do FIES?
    Não, o estudante que tenha o benefício não poderá ser fiador de outra pessoa, exceto no caso de fiança solidária. Lembre-se que o fiador não poder ser cônjuge ou companheiro do solicitante, estudante beneficiário do Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC), salvo no caso de quitação; ou cidadão estrangeiro, exceto cidadão português que comprovadamente tenha a concessão dos benefícios do Estatuto de Igualdade (decreto nº 3.927, 19 de setembro de 2001).
  • Quais percentuais dos encargos educacionais são passíveis de financiamento?
    Até 100% dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino superior, quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com estes encargos for superior ou igual a 60%. Até 75% dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino superior, quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com estes encargos for igual ou superior a 40% e inferior a 60%. Até 50% dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino superior, quando o percentual de compromentimento da renda familiar mensal bruta per capita com estes encargos for igual ou superior a 20% e inferior a 40%
  • Quando não precisa de fiador?
    Ficam dispensados da exigência de fiador os alunos bolsistas parciais do ProUni, os alunos matriculados em cursos de licenciatura e os alunos que tenham renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio e que tenham optado pelo Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC).